Alimentação "Plant -Based"

Uma alimentação "Plant-Based" é, tal como o nome indica, uma alimentação baseada em plantas.  Hoje em dia é cada vez maior o número de pessoas que opta por este tipo de regime alimentar, uma vez que traz não só benefícios a nível individual, como também ambiental. Contudo, é preciso ter alguns cuidados. 


AS NOSSAS DICAS

- O primeiro conselho que te damos é: não queiras uma mudança repentina. Este deve ser um processo gradual.


- Podes começar por fazer duas a três refeições vegetarianas por semana e, ao longo do tempo e conforme as tuas necessidades, vais estabelecendo novos objetivos. Caso não saibas o que cozinhar, visita a secção “Receitas Green” (aqui). 


- Fala com pessoas que tenham este tipo de alimentação e pede-lhes alguns conselhos.


SUBSTITUIÇÕES QUE PODES FAZER

- Substitui os produtos lácteos por alternativas vegetais: bebidas, iogurtes e natas vegetais. 

- Substitui a carne, o peixe ou o ovo por leguminosas.

- Para barrar no pão ou tostas: manteiga de amendoim, pasta de amêndoa/caju/avelã/sementes; compotas de fruta; pasta de abacate; húmus de grão de bico (receita aqui).



considerações importantes

eat happy

 - Uma alimentação “plant-based” não exclui por completo os produtos animais, pelo que quando te apetecer podes comer. A tua alimentação não deve ser um sacrifício, o mais importante é sentires-te bem contigo mesmo(a).


- Se quiseres adotar uma alimentação 100% vegetal, aconselhamos-te a falar com um nutricionista, pois existem certos nutrientes e vitaminas fundamentais que o teu organismo apenas obtém em quantidade suficiente a partir de produtos animais (por exemplo a vitamina B12 ou o ferro), pelo que poderás ter de fazer um suplemento.